Pelas lentes da fotógrafa Ana Paula- Deserto do Atacama

Quando escolhi o Deserto do Atacama para meu destino de “férias”, já sabia o que ia encontrar. Poderia ter escolhido um lugar mais “glamouroso” (rs), mas meu lado aventureiro e contemplador gritou alto dentro de mim.

 Sabia que estava indo ao encontro de um deserto de paisagens lunares, rodeados por vulcões, com inversões térmicas bruscas. Há condições inevitáveis de se enfrentar lá: o nariz e a boca ressecam (hidratação aqui é a palavra chave), a pela fica áspera, os olhos ardem e o cabelo parece que nunca mais voltará ao normal (rs), nem com creolina; mas vale a pena 1000%,  não imagino um ser vivo morrer sem conhecer esse lugar (ok, exagerei rs).

 San Pedro é um povoadozinho de um pouco mais de 2000 habitantes – segundo o senso de 2002, habitam lá 1998 pessoas. Lugar simpático, sustentado pelo turismo do ano todo. Tudo muito simples, mas há serviços do supereconômico ao superluxuoso. Sim! Lá tem resorts rs. Claro que optei por um gasto mediano e que não deixou nadica a desejar.

 A escolha do hotel foi pelo melhor preço (dentro do estimado), e o principal: água quente e calefação à noite. Afinal, não sabíamos se nossas noites seriam gélidas como todas as informações que colhemos. Se você espera encontrar aqui a nossa famosa hospitalidade brasileira, lamento dizer que não encontrará. Aqui você encontra pessoas prontas pra te servir e só. Nada de gracinhas, nem um papinho, apenas trabalho. No geral o atendimento em tudo dou nota 7 (rs). Mas a comida é boa. Geralmente come-se bem e bebe-se também – nada estupidamente gelado, apenas menos que gelado rs. Os valores são mais salgados que a própria comida, mas também esperar o que de um lugar que está no meio do nada e para ser suprido tem que pagar a altura neh rs. Mas tudo aqui vale a pena. Depois de manhãs nos passeios chegar num restaurante e comer bem, não tem nada melhor.

 Bom, acho que já falei um pouco além da conta rs. Confiram algumas imagens. Acredito que nenhuma delas conseguirá mostrar nem de perto, o que é realmente o Atacama.

OBS: A escolha dos passeios foi feita buscando aproveitar ao máximo o tempo que tive. O passeio que eu mais gostaria de ter feito foi impedido por conta de um alerta amarelo do governo, pois o vulcão Lascar resolveu dar susto justamente nessa época rs. Portanto, o Salar de Uyuni ficará para uma próxima oportunidade.

Salar de Atacama

– Laguna Chaxa

Geysers del Tatio

– Margarita e cerveja local

San Pedro de Atacama

Valle Del Arcoíris

Laguna de Cejar

 

Lorena Batista na Arabia – Look vermelho e azul!

Depois do natal, dia 27, Lorena Batista como marido e a mãe, embarcaram para Bahrain, com hospedagem no Marriot Hotel. O brinde do Ano Novo foi no encantado Moven Pick, que segundo ela é maravilhoso e bem liberal!!! Na Arabia Saudita permaneceu 4 dias, one visitou o tio Rodolfo, ‘uma cultura totalmente diferente, andava sempre coberta!!! Então chegamos no luxo de Dubai, onde e possível fazer Sjo no mall, ver o maior aquário do mundo e a maior torre, ainda fazer Safari no deserto!’

Meu réveillon – Universo Paralello, praia de Pratigi (BA)

Queridos leitores estou de férias, e acabei ficando afastada da tecnologia –ipad,computer…- precisava ficar off-line, e foi ótimo. Hoje começo a postar meus dias de al mare. O Réveillon com a família do noivo, passei na encantadora praia Pratigí, que fica a 34 quilômetros de Ituberá, passei três dias na festa eletrônica Universo Paralello. A festa, que já foi descoberta pelos gringos – eles representam 30% do público- tem a boa combinação da música eletrônica da melhor qualidade com a paradisíaca praia – 2 km de vista para o mar, e ainda 100 mil metros quadrados de área sombreada e água a vontade. Fiquei encantada com a organização do evento, com público de 12 mil, posso dizer que foi a festa mais bem organizada que presenciei. A contar pela estrutura sustentável dos banheiros, que contava com limpeza 24 horas. Não presenciei nenhuma briga, a segurança é fantástica, nos limites da praia a equipe de segurança permanecia com cães enormes. E para aqueles que acamparam no local, banheiros, internet, bares, restaurantes, lojas, e várias tendas zen, da arte psicodélica, comunidade alternativa, de meditação a espaço de massagem, cura, indígena…A terceira foto é da tenda onde Arnaldo Antunes estava tocando, a foto foi feita no amanhecer do primeiro dia do ano.

Viva a diversidade- Feliz 2012